Fomos Feitos para nos Movimentar - FranklinCoveyFranklinCovey
weight-loss-2036969_960_720
Você quer alcançar uma Meta? Não atue na Meta. Atue nas Medidas de Direção.
1 de junho de 2017
office-2360063_960_720
Sem Margem, Sem Missão
13 de junho de 2017
Mostrar tudo

Fomos Feitos para nos Movimentar

silhouette-712399_960_720

As constatações das pesquisas podem ser resumidas na seguinte frase: “Passar o dia inteiro sentado é como ser um fumante”. Você pode ou não concordar com a comparação, mas precisa levar o conceito a sério. O cérebro tem uma relação de simbiose com o corpo para gerar energia mental e física. Seu cérebro e o restante do seu corpo trabalham juntos de maneiras complexas e surpreendentes para ajudá-lo a ir de um lugar ao outro. É um sistema integrado de movimento.

Quando seu corpo não está se movendo, seu cérebro entra em modo de espera, porque grande parte do que ele foi projetado para fazer não está acontecendo. Essa falta de movimento libera substâncias químicas que colocam seu corpo para dormir. O fluxo sanguíneo para o cérebro é reduzido, você fica menos alerta e seu raciocínio e sua capacidade de julgamento ficam debilitados.

De acordo com o dr. Ratey, da Harvard Medical School, “praticamente toda semana vemos um novo estudo demonstrando que, mesmo se você estiver em forma e se exercitar, ficar sentado mata as células do cérebro”. E ele prossegue:

Quando você está de pé, seu cérebro age com 7% mais eficácia do que quando você está sentado, porque os grandes músculos esqueléticos são ativados. Ficar de pé aciona o córtex frontal e você pode pensar com mais clareza… a maior dificuldade é estabelecer uma rotina e um ritual. Sabemos como isso é difícil, mas, quando você começar, a coisa normalmente entra em modo automático.

Fomos feitos para nos movimentar. Nossos ancestrais distantes andavam por toda parte e somos fisiologicamente programados para caminhar entre seis e sete quilômetros por dia. É um fato biológico: um corpo ativo é fundamental para manter a energia fluindo para o cérebro.

Dê uma olhada em algumas ideias a seguir e avalie o quanto você se movimenta ao longo do dia. Você já faz alguma dessas atividades, consciente ou inconscientemente? Se fizer, ótimo! De qualquer forma, escolha uma ou duas atividades e veja se consegue integrá-las à sua rotina diária.

  • Faça pausas para o cérebro periodicamente ao longo do dia. Levante-se da cadeira pelo menos a cada 90 minutos para andar um pouco, mesmo se for até o bebedouro.
  • Use as escadas, não o elevador.
  • Saia para um passeio na hora do almoço.
  • Estacione o carro um pouco mais longe do trabalho ou do supermercado.
  • Faça uma reunião caminhando.

 

Boa Reflexão!

Deixe um comentário e compartilhe!