Quatro Etapas para a Sinergia - FranklinCoveyFranklinCovey
paper-20269_960_720
Confiança Organizacional
4 de maio de 2017
glasses-472027_960_720
As sete características da baixa confiança organizacional
17 de maio de 2017
Mostrar tudo

Quatro Etapas para a Sinergia

office-336368_960_720

Vimos que, por vezes, uma crise força a sinergia. Mas não é preciso haver uma crise para chegarmos à sinergia. Se eu começar com a mentalidade correta, posso alcançar a sinergia deliberadamente, por meio das quatro etapas seguintes:

  1. Eu lhe pergunto: “Você está disposto a buscar uma solução que seja melhor do que aquilo que qualquer um de nós já tenha proposto? ”

Essa única e revolucionária pergunta pode eliminar as atitudes defensivas, porque não estou pedindo que você abandone a sua ideia. Nada disso. Estou simplesmente querendo saber se podemos procurar por uma Terceira Alternativa que seja melhor do que a minha ideia e do que a sua ideia. Tudo começa como uma experiência de raciocínio, nada mais.

  1. Então, lhe pergunto algo do tipo: “O que quer dizer melhor? ” A ideia é fazer surgir uma visão clara do trabalho a ser realizado, uma lista de critérios para um resultado bem-sucedido, que agrade a ambos os critérios que vão além das nossas demandas mais arraigadas.
  2. Uma vez definidos esses critérios, começamos a pensar em possíveis soluções que possam atendê-los. Concebemos protótipos, temos ideias criativas sobre novas estruturas, refletimos sobre quaisquer possibilidades. Suspendemos temporariamente o julgamento. Mais adiante, descreverei várias maneiras de fazer isso, mas toda sinergia depende de permitir que testemos as possibilidades mais radicais.
  3. Sabemos o momento em que chegamos à sinergia pela empolgação que toma conta da sala. A hesitação e os conflitos desaparecem. Continuamos a trabalhar na sinergia até experimentarmos aquela explosão de dinamismo criativo que representa uma Terceira Alternativa de sucesso, e a reconhecemos ao constatá-la.

Existem muitos especialistas em “resolução de conflitos”. Mas para a maioria deles a resolução de conflitos significa, normalmente, negociar uma acomodação em um nível mais baixo, que acaba com a discussão, sem necessariamente alcançar novos e surpreendentes resultados. A Terceira Alternativa é mais do que um armistício, e muito mais do que se chegar a um acordo é a criação de uma nova realidade, melhor do que o que está “de um lado” ou “de outro lado”. Não é nem a primeira posição nem a segunda posição. É uma terceira posição.

 

Deixe um comentário e compartilhe!