Por que a execução falha? - FranklinCoveyFranklinCovey
luciano-meira
Luciano Meira – Vice-Presidente FranklinCovey Brasil, no Comitê de Recursos Humanos da AMCHAM
1 de outubro de 2014
15-segundos-que-fazem-toda-diferenca
15 segundos que fazem toda diferença
7 de outubro de 2014
Mostrar tudo

Por que a execução falha?

arrows missing target
Por Bill Moraes
Em sua experiência profissional, pense numa iniciativa ou estratégia que falhou. O que aconteceu? A estratégia bateu numa parede e houve um imenso estrondo ouvido por todos? Ou ela foi lentamente sufocada pelas urgências e demandas diárias? Quando as pessoas perceberam, vários meses se passaram e quase ninguém fez algo sobre a estratégia…
Este fato não ocorre isoladamente, mas de maneira consistente na imensa maioria das organizações ao redor do mundo. Quer seja uma organização com ou sem fins lucrativos, pública ou privada. O maior desafio da execução da estratégia não está na falta de inteligência ou visão dos líderes. O maior desafio na execução da estratégia está em executa-la em meio ao imenso redemoinho de atividades ou rotinas para manter as portas abertas. Pessoas ruins, ou sem vontade? Não, as pessoas não executam a estratégia porque estão ocupadas!
A FranklinCovey vem estudando e ajudando milhares de organizações no mundo todo a superar este desafio: criar fortes hábitos de execução da estratégia em toda a organização. Quais são os fortes hábitos? As pessoas sabem quais são as maiores metas e prioridades da organização; as pessoas sabem o que fazer para alcançar suas metas; as pessoas tem um acompanhamento claro em relação a suas metas; e as pessoas sentem-se responsáveis por fazer algo para alcançar as metas. Soa algo novo? Geralmente não. Mas para alcançar metas que nunca alcançamos, precisamos fazer coisas que nunca fizemos. Parece fácil, mas é extremamente difícil.
Mudar nosso comportamento como líder: fácil? Que tal o comportamento de sua equipe com talvez dez pessoas… Ou o comportamento de milhares de colaboradores da organização… O desafio justamente em mudar comportamento de uma organização inteira no meio do redemoinho diário necessário para manter as portas abertas.

Deixe um comentário e compartilhe!